Motivação em Tempos de Mudança

Profissional S/A - Cartórios

Em novembro de 2019, nesta coluna do Jornal do Notário, escrevi um texto sobre o tema motivação, tendo como título, “Motivação: o que nos move?”.

Naquela ocasião, comentei que a motivação, tema sempre interessante quando estudamos a gestão de pessoas, pode tomar dois direcionamentos diferentes, provocados por motivos externos ou motivos internos. Cada direcionamento apresenta suas características e seus desafios quando a motivação está relacionada ao engajamento dos colaboradores.

As pesquisas mais recentes sobre a motivação revelam que o que nos move internamente – as nossas motivações intrínsecas – predominam sobre as motivações externas, chamadas de extrínsecas. O que nos move internamente tem a ver com o nosso propósito de vida e com o que buscamos conquistar de satisfatório para atender as nossas necessidades e expectativas cotidianas.

O cenário atual em que vive a sociedade, tomado pelas incertezas desencadeadas pela pandemia e pelo distanciamento social, tem provocado grandes mudanças em nossos hábitos e jeito de viver. E, como consequência também altera de alguma forma o que nos motiva.

Nas serventias extrajudiciais, no trabalho do dia a dia, não tem sido diferente. O trabalho feito de casa, o home office, aliado à necessidade de liderar as pessoas à distância e também os novos modos de medir resultados da equipe, são alguns dos muitos desafios a enfrentar no elenco de mudanças.

Visando estimular as equipes de atendimento, temos realizado em alguns cartórios extrajudiciais palestras online – veja aí outra mudança –, focadas nas novas demandas de atividades no trabalho e nos desafios enfrentados pelos gestores e suas equipes, tanto no aspecto técnico quanto no comportamental.

Para conhecimento dos nossos leitores, nessas palestras online, que permitem a interação simultânea dos colaboradores “presentes na sala virtual”, as questões mais comentadas são as seguintes:

  • Como manter-se motivado no trabalho?
  • Quais são as novas habilidades que precisamos adquirir?
  • Como manter o espírito de equipe nessas horas?

Em resposta a essas questões, as nossas recomendações aos tabeliães, registradores, escreventes e equipes de colaboradores, visando promover a motivação e o clima saudável no ambiente de trabalho, são:

  1. Procure praticar o elogio com os colegas de trabalho;
  2. Estimule as novas ideias, principalmente aquelas que promovam maior eficiência e aperfeiçoamento dos processos de trabalho;
  3. Foque os resultados das tarefas e não a forma como são executadas;
  4. Promova nas equipes de escreventes e auxiliares conversas informais produtivas;
  5. Estimule um ambiente que predomine o bom humor e a solidariedade;
  6. Valorize as novas ideias e não a defesa de territórios.

Em relação às novas habilidades a adquirir, as que gostaríamos de compartilhar com os leitores, estão relacionadas abaixo:

  1. Capacidade de autogestão, por meio de planejamento e disciplina;
  2. Adaptabilidade, flexibilidade. Acreditar que há sempre outras formas de se fazer melhor as coisas;
  3. Boa comunicação: Oral, escrita, no WhatsApp, nos gestos, no olhar;
  4. Capacidade de negociar, de buscar acordos em situações divergentes;
  5. Automotivação, provocada por estímulos internos. Agir de acordo com o que tem de ser feito para alcançar objetivos.

Os comentários sobre as três questões relacionadas acima, a de manter o espírito de equipe torna-se fundamental, pois ao término desse distanciamento social podemos intuir que haverá uma sensível mudança no comportamento de consumo das pessoas.

O público em geral, incluindo os usuários do cartório extrajudicial, estará mais digital, mais austero – em função de menos recursos em circulação – e mais humano, mais sensível e solidário ao difícil momento que a humanidade está passando.

Hora de aprender uns com os outros e de estarmos cada dia mais unidos.

Finalizando, encerro este artigo deixando dois pensamentos para provocar nossa reflexão.

“Quem deseja ver o arco-íris, precisa aprender a gostar da chuva”
– autor de desconhecido

Um abraço e até nosso próximo encontro.

Publicado originalmente no Jornal do Notário – ANO XXII – Nº 199 – SET/OUT – 2020, pgs. 28 e 29.

 

Escrito por Gilberto Cavicchioli

Consultor de empresas, é professor da ESPM, Fundação Getúlio Vargas e SENAC; realiza palestras motivacionais, treinamentos e capacitação de pessoas no ambiente de negócios, coordena o site profissionalsa.com.br, é colunista em revistas especializadas e é autor dos livros: O Efeito Jabuticaba e Cartórios e Gestão de Pessoas: um desafio autenticado.